Saiba mais sobre si com uma simples análise

TESTE FEEL
PARA O UTENTE


PORQUÊ FAZER O FEEL?

O risco de uma mulher desenvolver cancro da mama ao longo da sua vida é estimado em 12%. As mulheres jovens, com idades
inferiores a 35 anos têm uma menor taxa de sobrevivência, assim como as mulheres com mais de 70 anos.


A sobrevida global no Cancro da mama e dos ovários melhora substancialmente quando detectados precocemente.
O cancro da mama é o tumor maligno mais comum nas mulheres, sendo a primeira causa de morte no sexo feminino. Segundo a IARC, International Agency for Research on Cancer, baseando-se em dados de 2013:

Seguro

  • Aproximadamente 1.700.000 casos novos de cancro da mama, por ano;
  • Quase 522.000 mulheres morrem todos os anos com cancro da mama.

O CANCRO DOS OVÁRIOS É TAMBÉM EXTREMAMENTE LETAL

  • Aproximadamente 225.000 casos novos de cancro dos ovários, por ano;
  • Mais de 140.000 mulheres morrem todos os anos com cancro dos ovários.

TAXAS DE SOBREVIVÊNCIA

A 10 anos para o cancro da mama

ESTADO

SOBREVIVÊNCIA

95%

0

88%

I

66%

II

36%

III

7%

IV

O teste FEEL é um teste genético de susceptibilidade para o cancro da mama e dos ovários. A identificação molecular de mutações germinativas nos genes BRCA1 e BRCA2, permite realizar esquemas de vigilância e prevenção, mesmo antes do desenvolvimento do cancro da mama e ovários, e consequentemente reduzir as suas taxas de mortalidade.
O estudo de um painel mais alargado de genes associados ao cancro da mama e dos ovários, para além dos BRCA1 e BRCA2, aumenta a probabilidade de diagnóstico.


Teste Genético de susceptibilidade para o Cancro da Mama e dos Ovários

O QUE ANALISA O TESTE FEEL?

Genes BRCA

Cerca de 10% dos cancros da mama e ovários têm factores hereditários, contudo, cerca de metade dos casos diagnosticados, não têm histórico familiar dessa doença.

O BRCA1 e BRCA2 são genes supressores de tumores que ajudam a garantir a estabilidade do material genético e a reparação do ADN da célula. Quando um destes genes sofre uma mutação, o dano ao ADN pode não ser reparado adequadamente, e as células têm maior probabilidade, ao adquirirem alterações genéticas adicionais, de desenvolverem cancro. Os genes BRCA (BRCA1 e BRCA2) fazem parte do sistema de defesa natural do seu corpo.

A presença de uma mutação germinativa no gene BRCA aumenta o risco de desenvolvimento de cancro da mama nas mulheres até 80% aos 80 anos de idade.

12% RISCO PARA A POPULAÇÃO GERAL
80% COM MUTAÇÃO DO BRCA

A presença de uma mutação germinativa no gene BRCA aumenta o risco de desenvolvimento de cancro dos ovários nas mulheres até 40% aos 80 anos de idade.

1,3% RISCO PARA A POPULAÇÃO GERAL
40% COM MUTAÇÃO DO BRCA

Fonte: Myriad Genetic Laboratories, Inc.

Inserção ALU

Em doentes Portuguesas foi identificada uma mutação, designada por mutação fundadora portuguesa c.156_157ins Alu no gene BRCA2, que é responsável por cerca de 33% das mutações BRCA em Portugal.
A sua identificação é essencial para uma correcta avaliação do risco de desenvolvimento do cancro da mama.



Ampla cobertura genética

OUTROS GENES

Para além dos genes BRCA1 e BRCA2, existem outros genes que, comprovadamente estão associados ao aparecimento do cancro da mama, dos ovários, assim como de outro tipo de patologias oncológicas.



FEEL é um teste de diagnóstico

PARA QUEM?


O teste FEEL destina-se a todas as mulheres, maiores de idade, que tenham ou não antecedentes de cancro da mama e/ou dos ovários na família e que queiram conhecer o seu risco de desenvolvimento de cancro da mama e ovários. É um teste de diagnóstico, que permite a aferição nas medidas de vigilância e prevenção, mesmo antes do possível desenvolvimento do cancro e, consequentemente, reduzindo a mortalidade associada ao mesmo.

O teste FEEL detém validação multiétnica (27,7% das amostras de validação de doadores não-caucasianos, incluindo pessoas de ascendência Americana, Hispânica, Africana, do Leste Asiático e do Médio Oriente).

Disponibilizamos dois tipos de testes

TESTES DISPONÍVEIS


FEEL

Examina os genes BRCA1 e BRCA2, detecta todas as variantes com sensibilidade, especificidade, exactidão e valores de precisão validados acima dos 99%.

FEEL Plus

Examina um painel de 26 genes comprovadamente associados ao aparecimento do cancro da mama e dos ovários, assim como outro tipo de patologias.

  • BRCA1
  • BRCA2
  • ATM
  • BARD1
  • BLM
  • BRIP1
  • CDH1
  • CHEK2
  • EPCAM
  • FAM175A
  • MEN1
  • MLH1
  • MRE11A
  • MSH2
  • MSH6
  • MUTYH
  • NBN
  • PALB2
  • PMS2
  • PTEN
  • RAD50
  • RAD51C
  • RAD51D
  • STK11

EM AMBAS AS OPÇÕES:

  • Examina, por MPLA, a mutação fundadora portuguesa Alu;
  • Detecta a presença de grandes rearranjos por MLPA;
  • Teste realizado através dos mais recentes sequenciadores NGS da Illumina;
  • Confirmação dos resultados positivos por Sequenciação SANGER.
O processo é simples

PROCESSO


FÁCIL

Uma colheita de ADN da saliva, não-invasiva, rápida e indolor (em alternativa pode ser realizada através de uma colheita de sangue, em laboratórios associados).

COMPLETO

Análise integral de genes BRCA1 e BRCA2 – todas as variantes patogénicas detectadas.

RÁPIDO

Resultados entregues no espaço de duas a três semanas.


PARA REALIZAR O TESTE FEEL, DEVE:


1. Obter todos os esclarecimentos sobre o teste FEEL junto do seu médico assistente e, se necessário, com a nossa equipa de médicos geneticistas.

2. Contactar a GENETYCA ICM: 808 919 223.

3. Enviamos-lhe o seu kit de colheita e toda a documentação necessária que devem ser assinadas por si e pelo seu médico assistente.

4. Após a colheita deve enviar o kit de recolha FEEL para a GENETYCA ICM.

5. A GENETYCA ICM enviará os resultados para o seu médico assistente.


O PROCESSO É SIMPLES


1. Colher a saliva

2. Enviar para o Laboratório

3. Receber os resultados

Claros e Seguros

RESULTADOS


O MEU RESULTADO FOI NEGATIVO. O QUE FAZER?

Um resultado negativo significa que tem uma probabilidade idêntica, ou inferior, à da população em geral, de desenvolver um cancro do mama ou dos ovários. Como tal, deve manter a vigilância e realizar os rastreios recomendados pelo seu médico assistente. A história familiar de cada indivíduo terá sempre de ter sida em conta.

O MEU RESULTADO FOI POSITIVO. O QUE FAZER?

Um resultado positivo obtido no teste FEEL não implica um diagnóstico de Cancro da Mama ou dos Ovários.
Significa que tem uma probabilidade mais elevada para o desenvolvimento destas doenças. Isto irá permitir que tome medidas
preventivas de vigilância, ficando mais atenta aos sinais.

Os resultados irão ajudá-la a:

  • A compreender o risco de desenvolver cancro da mama (na mulher e no homem) e/ou dos ovários hereditário;
  • A compreender o risco de desenvolver outros cancros associados aos genes estudados;
  • A melhorar as probabilidades de detecção precoce;
  • Se indicado, a adaptar medidas preventivas, como cirurgias de redução de risco de desenvolvimento de cancro (mastectomia e salpingo-ooforectomia bilaterais);
  • A identificar outros possíveis familiares em risco;
  • A tomar opções reprodutivas, como o diagnóstico pré-natal ou o DGPI (diagnóstico genético pré-implantação);
  • A decidir por terapêuticas personalizadas em casos específicos (ex: inibidores PARP nos genes BRCA1 e BRCA2).
Caso queira ser contactado ou deixar-nos uma mensagem, preencha o formulário abaixo.

PEDIDO DE CONTACTO







Agendar colheitaObter mais informações

Sim

Copyright @ 2017 GENETYCA-ICM Portugal. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por PTCreative